Produção inteligente: Saiba como otimizar a produtividade na indústria

As novas tecnologias vieram para ficar e já garantiram suas raízes em um mundo sedento por transformação. A produção inteligente, portanto, chegou com o objetivo de deixar os processos muito mais otimizados e produtivos. É fato que vivemos em uma nova revolução industrial, em que as máquinas são controladas por sistemas e dispositivos cada vez mais inteligentes e conectados.

Nessa perspectiva, é correto afirmar que a maioria dos colaboradores deixam de ser operacionais e tornam-se mais focados em atividades e pensamentos mais estratégicos, que agregam valor à empresa. E isso vale para quase todos os âmbitos de trabalho. Na indústria, não é diferente. Essas mudanças transformaram as atividades, tornando-as mais dinâmicas, práticas e produtivas, diminuindo consideravelmente os custos.

Afinal, o que é produção inteligente?

A produção inteligente nada mais é do que o ato de uma indústria usar dispositivos, sensores inteligentes e colaborativos integrados aos sistemas de produção. Eles respondem, instantaneamente, e atendem às demandas e condições da fábrica.

A integração de dispositivos e sensores inteligentes com a IA (Inteligência Artificial) implementa a capacidade de personalizar saídas, com base em dados e informações em tempo real. Assim, a agilidade da produção inteligente se tornou um meio essencial na cadeia de suprimentos por aumentar a eficiência na indústria.

A produção inteligente fornece insights valiosos para otimizar a produtividade, a sustentabilidade, a gestão de risco e consequentemente, a qualidade. Com esse recurso, é possível lidar com problemas que surgem no chão de fábrica com mais agilidade, como problemas relacionados à produção, por exemplo.

Agora, pensemos em um exemplo simples de produção inteligente: imagine uma máquina que trabalha todos os dias, mas precisa vez ou outra de limpeza para continuar com sua produtividade em 100%. Se essa máquina for conectada à IA e sua fábrica já possui produção inteligente na fabricação, chegará um aviso para os operadores de que é necessária a limpeza, antes de ocorrer qualquer parada imprevista ou pane.

A produção inteligente serve exatamente para antecipar os fatos, melhorar a dinâmica de trabalho dos operadores da fábrica e produzir em maior quantidade e melhor qualidade.

Como ter uma fábrica inteligente?

Para começar, precisamos entender que o conceito de fabricação inteligente está relacionado à digitalização das atividades de manufatura, desde a fábrica e produção, estendendo até a cadeia de suprimentos, distribuição e vendas.

Para ter uma fábrica inteligente, é necessário entender que as máquinas inteligentes não vieram para substituir os seres humanos, mas sim para agregar valor às operações, tornando as atividades cotidianas mais ágeis, dinâmicas e otimizadas. Uma fábrica inteligente é aquela que consegue entregar um produto feito sob medida, de forma rápida e segura.

É de suma importância para as fábricas inteligentes que sejam aplicadas tecnologias inovadoras, que customizem os processos e melhorem suas dinâmicas de trabalho. Para isso, existem elementos de transformação digital que podem ser:

● Dispositivos Inteligentes

Os sensores e dispositivos inteligentes oferecem mais autonomia para a indústria através de dados digitais, com maior capacidade de automonitoramento. Assim, informações como consumo e eficiência de energia, controle de acesso, controle de climatização, contagem de ativos e consumíveis, entre outros, podem ser gerados com estes dispositivos possibilitando um acompanhamento mais colaborativo antecipando diagnósticos.

● Máquinas Inteligentes

A partir de um conjunto de dispositivos, as máquinas inteligentes convertem dados digitais em insights para melhorar a tomada de decisões. As máquinas e os equipamentos aplicam algoritmos modernos para ir além dos paradigmas convencionais de controle, operação e manutenção.

● Sistemas Inteligentes

Para usar máquinas e dispositivos inteligentes é primordial que a indústria também use sistemas inteligentes, habilitando a interação entre todos os componentes. Eles reconhecem a si mesmos e o ambiente digital do “chão de fábrica”, adquirindo e processando dados importantes, fornecendo monitoramento e informações sobre as condições de elementos como uso de energia e autodiagnóstico.

Para que esses três elementos tenham sucesso e otimizem os processos, é necessário que a indústria se transforme como um todo, acompanhando a inovação das tecnologias. Entre algumas das tecnologias habilitadoras para alcançar a transformação digital, podemos destacar: a Inteligência Artificial e a Internet das Coisas na Industria (IIoT do inglês Industrial Internet of Things)

Conheça:

inteligência artificial é a capacidade das máquinas em realizar tarefas complexas, possibilitando avaliar situações e performar sem o controle humano, ampliando de forma significativa a quantidade de variáveis que podem ser analisadas simultaneamente, possibilitando um incremento na otimização nos processos de produção;

machine learning é um subconjunto das aplicações de inteligência artificial, normalmente aplicada de forma mais focada na otimização de um típico processo físico. Sendo menos abrangente, tem uma implementação mais simples, mas, nem por isso menos importante.

IIoT é a versão industrial da “Internet das Coisas” (IoT), conceito com o objetivo de conectar a comunicação da maior quantidade possível de elementos digitais, permitindo que essa interação gere recursos totalmente novos, como a fusão de sensores, por exemplo, criando um alicerce digital sólido para as demais tecnologias.

● Com a realidade aumentada o expectador vive uma experiência de projeções digitais sobrepostas a visão do ambiente físico, diferente da realidade virtual, onde o usuário faz uma imersão completa no ambiente digital. Apresentando-se como uma “Interface homem-máquina” de vanguarda, a realidade aumentada torna mais fácil o dia a dia das pessoas envolvidas nos processos fabris.

Com esse tipo de inovação, as máquinas inteligentes podem se tornar autônomas e serão capazes de interoperabilidade, isto é, de trocar informações com outros sistemas. Mais que isso, aprendem com a experiência e vão se tornando cada vez mais perceptivas em relação às necessidades nos processos produtivos.

Qualidade e segurança em primeiro lugar

É verdade que as empresas mais produtivas e com maior sucesso em termos de produção, são as que mais prezam pela segurança. Durante a fabricação de produtos, é essencial garantir que seus colaboradores estejam seguros com relação às máquinas em que trabalham e garantir que seus produtos sejam feitos com qualidade e segurança.

Os melhores desempenhos regularmente conseguem uma Eficiência Geral do Equipamento (OEE) maior e menos lesões ao aproveitarem tecnologias que reduzem o tempo de parada não programada, ao mesmo tempo em que diminuem os riscos no chão de fábrica.

A EDGE e a Rockwell Automation possuem a expertise para impulsionar o seu negócio

Contar com um parceiro especializado é essencial para transformar o seu negócio! A EDGE, através das empresas Ladder Automação e Intereng Automação, é distribuidora autorizada da Rockwell Automation, e juntas unem tecnologia, inovação e expertise, com o objetivo de melhorar o desempenho das indústrias de forma produtiva e sustentável.

Contando com uma consultoria técnica altamente capacitada, a EDGE e a Rockwell Automation estão preparadas para ajudar em todo ciclo de vida do produto, que vai desde a construção de um plano estratégico, passando pela implementação da tecnologia, até o suporte contínuo.

Conheça algumas das soluções que podem tornar a sua produção inteligente: SCADAs, Historiadores, MES, Analytics e IIoT, PCs industriais, ThinClients e monitores, sistemas de rastreamento inteligente iTrak, segurança de máquina, e sistema de gerenciamento de manutenção (Fiix).

Para conhecer mais sobre a atuação da EDGE e da Rockwell Automation, e como essa parceria de sucesso pode otimizar o rendimento do seu negócio, CLIQUE AQUI!

 

Compartilhar

BLOG

Conheça mais posts do nosso blog

A indústria é responsável por 37% de todo consumo elétrico do Brasil, arcando com uma das...
Quando pensamos nas práticas de segurança do parque fabril, o principal foco está no chão de...
Globalmente, empresas do setor industrial estão apostando na automação robótica para obterem maior ganho de produtividade,...
Ver todos os posts